Sobre

Junte-se aos demais assinantes.

Receba conteúdo descomplicado para turbinar seu Inglês

Você lembra daquela frase bem típica da época de Orkut que dizia “Quem se define se limita”?

Bom, por mais que exista algum sentido filosófico por trás dessas palavras, a frase não se aplica muito bem por aqui.

Você veio até esta página para saber um pouco mais sobre essa pessoa de nome estranho, e para tal eu preciso me descrever.

(Vamos deixar a nostalgia de Orkut para outro momento).

Afinal, quem é Manlei Santeoni?

Antes de qualquer coisa, gostaria de dizer que não possuo nenhuma habilidade especial. Sou apenas um professor de Inglês que começou a estudar o idioma desde muito cedo.

Justamente pelo fato de não possuir nenhuma habilidade especial, percebi que precisaria estudar muito e fazer algo diferente para me tornar um professor acima da média.

E o caminho até aqui não foi nada fácil, como você verá em seguida.

Na verdade, eu não queria ser professor

Isso mesmo. Como quase todo garoto roqueiro da minha época, eu queria ser guitarrista. As músicas do Iron Maiden me deixavam em transe, desde muito cedo.

Os riffs do Megadeth ainda ecoavam nos devaneios da minha incerta adolescência quando comecei a me apaixonar pelo Inglês.

Era início dos anos 2000 e meu contato mais marcante com o idioma foi por meio da música Wasting Love, do Iron Maiden. Foi a primeira música em Inglês que escrevi no meu caderno.

Para mim aquilo foi incrível.

Eu ouvia Wasting Love em um dia mais do que meus vizinhos ouviram Jenifer em uma semana. Isso é muito, acredite.

E a partir daí eu não consegui mais me desligar do Inglês, até os dias atuais. Mas toda a história desses anos é algo que contarei em outro artigo. Por enquanto, vamos ficar apenas com a visão geral.

Como eu desenvolvi tanto a minha pronúncia?

Muitas pessoas me perguntam o que eu fiz para atingir o nível de pronúncia que tenho, e a palavra que explica isso é a vaidade.

Desde criança eu sempre fui um pouco vaidoso. Isso acabou influenciando também no meu desenvolvimendo com o Inglês.

Durante a minha adolescência, principalmente, eu não ficava satisfeito enquanto não pronunciasse as palavras exatamente como os nativos faziam. Ou pelo menos algo muito perto disso.

Por conta dessa vaidade, às vezes eu ficava um dia inteiro praticando a pronúncia de uma única palavra. A longo prazo isso me trouxe grandes avanços na minha fala.

E foi assim que atingi o nível de pronúncia que tenho hoje. Pratiquei bastante com músicas ─ desde 2002 ─, filmes ─ a partir de 2010 ─, e séries ─ começando em 2011. Foi um caminho muito prazeroso.

Sobre gramática e estruturas

Mesmo antes de entrar para a faculdade eu já estudava gramática e estruturas. Foi assim que comecei a criar a minha bagagem como professor.

Nunca fiquei satisfeito em apenas saber o significado de uma palavra ou frase. Eu queria saber tudo que estava por trás.

Por que a mesma palavra muda de posição em determinadas frases? Por que tudo é tão diferente do Português? Qual a etimologia de tal vocábulo?

E durante anos eu estudei sobre classes gramaticais, etimologia, fundamentos culturais do idioma, estruturação do pensamento em Inglês e muitas outras áreas relacionadas.

Tudo isso por puro fruto do meu ócio, na época. Acredite.

E foi assim que comecei a trilhar o meu caminho docente ─ ainda sem saber.

Primeira experiência como professor

Durante os meus anos de estudo eu percebi que sentia prazer em ensinar ─ até então apenas amigos e conhecidos. A partir daí eu comecei a procurar na internet por pessoas interessadas em aprender Inglês.

Inicialmente foquei apenas em brasileiros, e consegui encontrar muitos na comunidade do Skype ─ que hoje, infelizmente, não existe mais.

Ensinei Inglês a muitos brasileiros curiosos, e tenho essa experiência como o início da minha vida de professor.

Até então eu fazia tudo por puro prazer, pois não cobrava nada a essas pessoas. Devo dizer também que a troca de cultura e experiência me motivavam bastante.

Hoje percebo a benesse que esse período me proporcionou.

Atingindo o Alto Nível em Inglês

Atingir o nível C2 em Inglês não foi nada fácil. O total de horas que estudei até aqui é algo difícil de calcular.

Lembro perfeitamente da minha reação após finalizar o primeiro teste que me deu resultado de C2 Proficient.

Na verdade, eu não sabia exatamente o que era esse nível C2 e achava que era algo mediano. Até descobrir que é o nível mais avançado de proficiência.

Long story short

De maneira bem resumida, o que meu levou tão longe no Inglês foi a minha paixão pelo idioma. Quanto mais eu estudava, mais eu queria estudar. Quanto mais eu percebia meu desenvolvimento, mais eu queria me desenvolver.

Nesse trajeto eu aprendi incontáveis técnicas de estudo, práticas de retenção, diferentes propostas didáticas. Mergulhei profundamente nos conceitos que envolvem o aprendizado de um novo idioma.

E recentemente coloquei tudo em teste comigo mesmo, estudando outro idioma. E funcionou, pois hoje eu também falo Italiano.

Todo esse processo me trouxe até aqui, e fico muito feliz em conseguir usar a minha experiência para ajudar você que deseja aprender Inglês.

In a nutshell, esse sou eu

Essa é a minha tragetória, de maneira bem resumida. Agora você conhece o professor de Inglês Manlei Santeoni. E é usando essa minha experiência que crio o conteúdo que você encontra aqui no blog.

Espero atualizar essa página em breve, adicionando novas etapas dessa jornada.

Se você é ou já foi meu aluno, saiba que essa história também é sua.

Thanks for reading.