Vícios de Linguagem: de menor

Vícios de Linguagem: de menor

No português culto, a forma correta a ser usada é “menor de idade” ou simplesmente “menor”; a expressão popular “de menor” deve ser evitada ─ sua origem não parece ter base linguística sólida relevante.

De menor pode ser uma relação imprudente à colocação “de menor idade”, como “Fulano é de menor idade”, que talvez seja uma outra forma de dizer “Fulano é menor de idade”  ─ lembrando que de menor idade e menoridade são ideias diferentes. Mesmo dessa maneira, a expressão não faria muito sentido, pois dizer que alguém é “de menor idade” não significa necessariamente que esta pessoa  é menor de idade, e sim que ela é de menor idade com relação a alguma outra idade.
Por exemplo: O aluno de menor idade na minha sala de aula da faculdade é Pedro, com 22 anos.

De acordo com os Vícios de Linguagem da Língua Portuguesa ─ qualquer desvio das normas gramaticais ─, a expressão de menor se encaixa no Plebeísmo, que são os desvios que caracterizam a falta de instrução, como as gírias.

Portanto, mais uma vez, a forma correta a ser usada é menor de idade ou apenas menor.


Relações: JurisWay, Veja, InfoEscola, WellCom.

Compartilhe este artigo:

Natural de Salvador, Manlei Santeoni tem 25 anos de idade, é apaixonado por literatura, filosofia e uma boa música. Escreve para a internet há alguns anos e é aficionado por cadernos ─ onde a maioria de seus textos é iniciada. Junto com sua paixão pela música e pela natureza, Santeoni também é contador de histórias, e seu primeiro livro a ser publicado já está em produção. Adicionada a tudo isso está a sua alta estima pela Língua Portuguesa ─ principalmente quando bem falada e bem escrita.