O nascimento de um escritor; propósito e futuro

Foi no último mês de 2014 que a ideia de ser escritor nasceu em minha cabeça. Antes disso eu já escrevia, mas sem nenhuma pretensão de publicar livros ou de entrar no mundo das letras. Segundo meu pai, eu comecei a escrever durante a adolescência. Porém, essa lembrança atualmente reside em algum lugar muito distante, onde minha memória não consegue acessar. De todo jeito, já na minha vida adulta, a minha paixão pelos livros me fez querer escrever livros. E é precisamente a este propósito que me dedico desde então.

A literatura é o bem mais precioso que uma nação pode ter. Livros mudam vidas, e vidas mudadas alteram o presente. O presente alterado modifica o futuro. E o futuro é a única parte do tempo da qual nada sabemos. Nesse futuro as pessoas podem ser mais felizes, e é precisamente essa ideia que me faz escrever.

Da literatura

Meu primeiro passo dentro da literatura foi o esboço de uma possível novela conceitual, que seria ambientada provavelmente no período da renascença ─ conveniente, não?. Eu escrevi esse texto basicamente como um roteiro para o livro, apresentando a história e desenvolvendo os temas. Contudo, infelizmente, esse texto não existe mais em nenhum local acessível. Hoje ele apenas se encontra na memória das poucas pessoas que tiveram a oportunidade de lê-lo.

Meus experimentos dentro da literatura atualmente só são conhecidos por pouquíssimas pessoas. No entanto, já publiquei algumas coisas na internet.

Escrevendo para o futuro

Até aqui eu acredito que você já deve ter se perguntado sobre qual é o propósito deste post. Bom, neste post eu estou exatamente escrevendo para o futuro. Estou escrevendo para os futuros leitores dos meus livros, que em algum momento talvez queiram saber mais sobre mim. Se você está lendo isso depois de ter lido algum dos meus livros ─ no futuro ─, saiba que eu escrevi este artigo ainda no início da minha carreira de escritor. Portanto, de certa forma, você está fazendo uma viagem no tempo.

Entretanto, se você está lendo isso ainda sem ter lido nenhum livro meu ─ talvez pelo simples fato de não existir ainda nenhum publicado ─, saiba que você também está, de alguma maneira, fazendo parte da minha história.

Em breve continuarei com esses posts para o futuro, falando um pouco mais sobre o que escrevo, como escrevo e por que escrevo. Ademais, apesar de ainda não poder dar muitos detalhes, falarei sobre o livro que estou escrevendo.

Caso queira saber mais sobre mim, basta dar uma navegada neste blog. E se quiser ler alguns dos meus textos literários, basta acessar meu perfil no Recanto das Letras. Lá eu publiquei prosa poética, conto, crônica, ensaio e outros textos. Que tal conferir?

Seja você do presente ou seja do futuro, nos veremos em breve ─ quem sabe nas livrarias.

Natural de Salvador, Manlei Santeoni tem 25 anos de idade, é apaixonado por literatura, filosofia e uma boa música. Escreve para a internet há alguns anos e é aficionado por cadernos ─ onde a maioria de seus textos é iniciada. Junto com sua paixão pela música e pela natureza, Santeoni também é contador de histórias, e seu primeiro livro a ser publicado já está em produção. Adicionada a tudo isso está a sua alta estima pela Língua Portuguesa ─ principalmente quando bem falada e bem escrita.

Site Footer