• Conflito - Santeoni
    Sociedade,  Utilidades

    Aceite o caos e o conflito como seus aliados

    Calma, não precisa imaginar o caos com aquela visão catastrófica que costumamos ter. Na verdade, esse caos ao qual me refiro também poderia ser chamado de conflito. O conflito que sempre existirá na nossa vida, não importa o que façamos. No nosso dia a dia, muitos eventos acontecem; eventos bons, ruins, neutros. E eu costumo chamar esses eventos de conflitos. Isso porque geralmente são situações que fogem da rotina, fazendo com que você precise tomar algumas decisões para resolvê-los. Por muito tempo eu tentei lutar contra os conflitos. Alguns desses eventos negativos aconteciam e eu deixava meus afazeres atuais em modo de espera. O pensamento que guiava meus passos era o…

  • Produtividade,  Sociedade

    Não seja sabotado pela sua mente ─ #Produtividade

    Aposto todas as minhas fichas que você já passou por alguma das situações que descreverei aqui neste post. Situações nas quais a nossa mente nos sabota de uma forma tão engenhosa que dificilmente percebemos o que está acontecendo. Em algum momento você já se comprometeu a fazer algo apenas se ou quando determinada variável acontecesse? Por exemplo: “Quando eu sair de férias, vou ler mais livros”; “Se não chover amanhã, eu saio para correr”. E, no entanto, as variáveis acontecem e você não faz o que havia prometido a si mesmo, certo? Bom, isso acontece com mais pessoas do que você imagina. E esse tipo de comportamento é totalmente nocivo…

  • Destaques,  Ensaios,  Sociedade

    Qual a validade da música? ─ De Mozart aos anos 2000 no Brasil

    É difícil precisar sobre a validade de uma música, estilo ou vertente musical. A música de Mozart, Haydn, Beethoven e semelhantes, tem seu prazo de validade diretamente ligado ao bom gosto humano. Enquanto existir a alta estima pela boa música, a sonoridade dos mestres citados permanecerá inabalável. Existe, porém, a grande esfera de músicas sazonais. Estas, no entanto, incorporadas em seus propósitos temporais, igualmente transmitem qualidade. E isto não remete, em nenhum aspecto, a uma contradição. Antes de elucidar este ponto, preciso voltar às criações mais arcaicas. Mozart, em sua excelência — bem como Haydn, Beethoven, Bach, Schubert e os demais —, alcança a façanha de ser universal dentro das…

  • Santeoni
    Ensaios,  Sociedade

    A ponta do Iceberg

    Se você é uma pessoa que está viva e respirando, eu vou assumir que, no mínimo, já ouviu falar do filme Titanic. E, se já ouviu falar, provavelmente sabe o que é um iceberg. Mas, caso não saiba ou não lembre, eu lhe ajudarei. Preciso que você saiba exatamente o que é um iceberg para então compreender o que argumentarei neste post. Segundo a Wikipedia, “um iceberg é um bloco ou massa de gelo de grandes proporções que, tendo se desprendido de uma geleira, de um glaciar ou de uma plataforma de gelo continental, vagueia pelo mar, levado pelas águas dos mares árticos ou antárticos”. Ademais, geralmente, apenas 10% do tamanho total de…

  • Santeoni
    Autores Anônimos,  Coluna Anônima,  Destaques,  Ensaios,  Sociedade

    A curiosa sociedade do mimimi ─ #ColunaAnônima

    Para escrever este post, antes precisei vestir todo o meu conjunto social que não uso há anos. Isso inclui um smoking feito à medida, encimando uma camisa alva como leite; calça preta e de costura única; sapatos devidamente engraxados e com reflexos vívidos como os de um espelho;  meias de seda importada; uma cartola que só encaixa na minha cabeça e um relógio de bolso francês herdado de família. Tudo isso para finalmente poder entrar no âmbito dos intelectuais que hoje encontram-se em nossa sociedade. E ainda sem mencionar o vinho tinto suave(!) que tive que abrir para fazer jus à ocasião. Bom, brincadeiras à parte, infelizmente a realidade não é…

  • Onipotentes Contemporâneos ─ Santeoni
    Autores Anônimos,  Crônicas,  Sociedade

    Onipotentes Contemporâneos ─ #Anônimos

    Nossa sociedade evoluiu para um ponto onde os limites se tornam cada vez mais inexistentes – ou, pelo menos, ignorados. Ninguém mais aceita seguir nenhuma regra, seja ela qual for. Prédios, praças, templos: tudo está se tornando uma selva. Essa sede do ser humano pela liberdade absoluta acabará acelerando seu passo para a extinção. Nada mais é respeitado, nada mais é seguido. Regras, leis, acordos, sugestões: nada mais tem valor. Nossa moeda agora é a liberdade. A incoerente liberdade. A liberdade que tira liberdades. Obedecer regras hoje se tornou sinônimo de submissão, fraqueza. Por todos os cantos estão os senhores, os deuses atemporais intocáveis que não podem seguir regras, apenas…